A FACE DO CRIADOR

Quantos de nós gostaríamos de ver a face do Criador? Admirar sua beleza e conhecer o rosto daquele que sopra vida em nós todos os dias? Hoje iremos entender que através de Cristo a face do Pai pode ser revelada por sua imensurável e imutável graça.

Em ‘Gênesis 1: 27’ é relatado que fomos feitos à imagem e semelhança do Criador, mas não foi nos dado apenas uma explicação de porque somos fisicamente o que somos, ou uma referência de quem Ele é. Essa passagem relata explicitamente quando o Pai nos deu uma parte da nossa ‘identidade terrena’. Para ficar mais simples podemos contextualizar da seguinte forma, as pessoas ao nosso redor só nos reconhecem quando nossa face ou voz é revelada.

A nossa identidade é influenciada pelos aspectos culturais, familiares, sociais que nos rodeiam todos os dias. Enquanto isso, nós devemos entender que apesar das influências sob a qual vivemos, devemos forjar o nosso caráter em Cristo, pois apenas nele encontramos o propósito das nossas vidas e a nossa salvação. Quando essa verdade é revelada aos nossos corações o nosso estilo de vida muda, fazendo com que a nossa identidade espiritual seja fundamentada sobre a rocha inabalável, JESUS.

A face do Pai foi revelada através de Jesus, o Criador se manifestava em sua plenitude na pessoa de Jesus e quem conhecia a Jesus também conhecia o Pai, e por isso devemos ser imitadores de Cristo. Além de todos os bons feitos em nosso favor, devemos ser imitadores para que a face do Pai seja revelada através de nós. Devemos estar conectados com o Pai para que não sejam mais os nossos atos ou nossa identidade pecaminosa agindo sob nossas peles, mas sim a vida de Cristo através de nós para que a face do Criador seja revelada.

Como podemos chegar a um nível tão profundo de intimidade para a vida de Cristo se manifeste em nós?

Paulo relata a ótica de como Jesus habitava em seu ser, “Galatas 2 19-20: 19 - Pois, quanto à lei, estou morto, morto pela própria lei, a fim de viver para Deus. Eu fui morto com Cristo na cruz. 20 - Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta vida que vivo agora, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim.” Acreditamos no cuidado do Pai em nossas vidas e que Ele é soberano sob todas as coisas, e também, que assim como na plenitude da pessoa de Jesus, Ele pode se manifestar e se revelar em nós e através de nós, mas para isso devemos depositar tudo o que somos em Jesus, pois ele carregou todo fardo. A intimidade requer entender que temos livre acesso a Ele e graças a sua VIDA o Espírito do Pai habita em nós!

A face do Pai se revela a todo instante por diversos meios, Ele não se esconde e anseia usar a sua vida para pode se revelar para outras pessoas!

Thiago Magalhães