FELICIDADE

FELICIDADE

Com o passar do tempo percebi que o ser humano investe todos os seus esforços a fim de obter um único resultado final: a felicidade. Cresce de maneira exorbitante o número de suicídios e o índice de pessoas com depressão, e entre esses grupos, verificamos que a frustração é o fator em comum. Seja por não estar no local que deseja, não conseguir realizar o que gostaria ou ainda mais, não ser a pessoa que tem se tornado. No fundo, as pessoas não se sentem felizes sendo quem elas são.

Mas o que é a felicidade?

O conceito que vemos acerca da felicidade se encontra deturpado em seus princípios. Lutamos pelo dinheiro, colocamos todos os nossos esforços para obter prazeres e investimos todo nosso tempo para obter conhecimento. Isso mesmo, riquezas, desejos e inteligência. Se pararmos pra pensar, tudo em nossas vidas está em busca de uma dessas três esferas.

Se você parar essa leitura e pensar durante 60 segundos em tudo que realizou no seu dia de hoje, não me surpreenderia se você se enquadrar no grupo de pessoas descritas acima. E o que eu tenho para te dizer, meu caro leitor, é que talvez o seu conceito de felicidade também esteja fundamentado nos lugares errados. Que talvez você está investindo sua saúde em um relacionamento amoroso, ou talvez você esteja aumentando seu estresse diariamente para ficar rico, ou até mesmo que você está estagnado no padrão da sociedade que supervaloriza o muito saber conceitual.

O rei Salomão descreve em Eclesiastes sua tentativa de encontrar felicidade. A começar, Deus concedeu a ele sabedoria; e por causa disso ele é conhecido como um dos homens mais inteligentes de todos os tempos.

Se você voltar intencionalmente a leitura de Eclesiastes, vai perceber que durante sua vida Salomão muito trabalhou - se “enfadou” debaixo do sol. Ele foi provavelmente o homem mais rico da Terra, tinha absolutamente tudo. Ouro, prata, animais e alimentos que não conseguiam ser devidamente contados em sua propriedade. Salomão relata ter experimentado o vinho, com o desejo de buscar algo novo. E além de tudo, Salomão foi detentor de centenas e centenas de esposas. Salomão experimentou todo o dinheiro, todo o saber e todos os prazeres que a carne poderia lhe propiciar. Ao concluir seu livro, diz ele ter corrido atrás do vento.

Você já correu atrás do vento, amigo leitor? Deve estar se questionando agora em como correr atrás do vento, como alcançá-lo. E a resposta é simples: não há como.

Se você passar toda a sua vida buscando tudo isso que falamos até agora, mais cedo ou mais tarde vai se dar conta de que não alcançou nada. Talvez tenha concluído alguns objetivos, batido algumas metas, mas vai cair em si e se deparar que a busca pela felicidade não foi devidamente efetivada. E o sentimento de frustração nasce a partir desse ponto. Quando não entendemos a real felicidade, e buscamos felicidades diferentes do conceito de felicidade bíblica, abrimos em nosso coração o lugar para a tristeza, decepção, insegurança, rancor e muito mais.

A bíblia intencionalmente tem o livro de Cântico dos Cânticos logo após o livro de Eclesiastes. E nesse livro, também de Salomão, percebemos que o autor testifica que só encontrou a verdadeira felicidade, se sentiu completo, totalmente satisfeito, ao ter a oportunidade de ter um encontro particular e íntimo com o seu Senhor.

Nesse texto, descobrindo a Felicidade em Cristo, nosso desejo é percorrer com vocês caminhos para encontros diretos com a sua felicidade. E mais, que você entenda o real sentido da sua vida e perceba que Jesus é o único capaz de te fazer completamente feliz em todas as esferas e essências da sua vida.

Viva uma vida de contentamento, encontre sua alegria todos os dias.

Perceba que ser feliz, e se sentir alegre, é um caminho e uma escolha que podemos fazer todos os dias de nossa existência. Encontre o verdadeiro significado de alegria. Encontre o sentido da sua vida.

Luiz Rosas