E QUANDO ME SINTO GRANDE DEMAIS?

Você já se sentiu extremamente orgulhoso após ter feito algo pra Deus ou para um irmão? Já se sentiu extraordinário em fazer a obra do Senhor? Esses, sem dúvida, são fatos recorrentes na vida de todo cristão.

Por diversas vezes ficamos engrandecidos e cheios de vaidade pelo que Deus tem nos revelado e pela maneira que Ele tem nos usado, nos sentimos imbatíveis quando colhemos nossos frutos, ficamos orgulhosos por termos feito tudo o que pensamos que agrada a Deus, e ainda pensamos que esse é o motivo das bênçãos em nossa vida.

Vivemos em uma época de empoderamento, no qual homens e mulheres lutam bravamente pelos seus objetivos em todas as áreas: liberdade sexual, igualdade de direitos, conquistas e mais conquistas. O discurso atual é que VOCÊ pode fazer tudo, que VOCÊ é dono de si e que VOCÊ é livre para fazer o que bem entende. No entanto, exatamente no instante em que nos sentimos mais poderosos é quando precisamos lembrar que nada disso veio somente pelo nosso trabalho. Tudo nos foi concedido, tudo nos foi dado. O Pai permitiu que você o fizesse. O Pai instrumentalizou você para tal obra. Foi tudo simplesmente porque o Abba assim o quis.

"Pois pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente dado por Deus." (Efésios2:8)

Somos salvos por um Deus que é gracioso, que por meio de sua imensa misericórdia nos perdoa e escolheu salvar às pessoas. Não é pelo nosso esforço, é pela sua infinita bondade. Que não nos orgulhemos das "nossas" obras, mas tenhamos sempre a certeza de que fomos canais entre o Céu e Terra, mas que absolutamente nada teria sido se o Pai não desejasse.

Fomos depravados, fomos corrompidos, mas por meio de um Cristo ressurreto fomos libertos. Ele nos livrou dos grilhões, Ele curou nossas feridas, Ele nos encheu com seu Espírito. Ele é quem nos capacita todos os dias para fazermos a obra, é Ele quem nos usa como instrumento, é Ele que quer usar você. Ele não precisava te usar para manifestar sua glória, mas Ele é quem escolheu fazer isso. Ele chama a cada um de nós para anunciarmos seu Reino, para compartilharmos o seu amor de acordo com o que Ele sonhou. Nada faríamos se Ele não tivesse nos chamado.

"Pois foi Deus quem nos fez o que somos agora; em nossa união com Cristo Jesus, ele nos criou para que fizéssemos as boas obras que ele já havia preparado para nós." (Efésios2:10)

Todavia, este discurso não justifica nossa estagnação e muito menos nossos erros. Não devemos andar errantes, mas que façamos as obras tendo a certeza dAquele que nos capacita. Nosso pecado deve ser um acidente, jamais uma escolha nossa. Nós que já conhecemos e sentimos o verdadeiro Cristo devemos abandonar completamente nossa velha natureza (Efésios 4:22-23). Precisamos de uma mente e um coração absolutamente novos para vivermos completamente dedicados a Ele, tendo sempre em mente que tudo veio dEle, por meio dEle e para Ele. Alegrem-se em termos nosso coração renovado todos os dias e por sermos usados pelo Abba e que a vaidade não domine nosso “ide”.

Isabela Samartini